"Quero ser uma bênção para os meus clientes, o meu cafetão e a minha família"






Desde peguena foi treinada com mordaças com paus de borracha na boca para poder ser um dia uma prostituta perfeita. Minha mãe foi prostituta por 35 anos, mas sempre passa mal, se um homem lhe enfia o pau fundo na garganta. O cafetão dela queria me poupar desse destino e mandou para me treinar com paus de borracha desde cedo.
"Desde peguena foi treinada com mordaças com paus de borracha na boca para poder ser um dia uma prostituta perfeita. Minha mãe foi prostituta por 35 anos, mas sempre passa mal, se um homem lhe enfia o pau fundo na garganta. O cafetão dela queria me poupar desse destino e mandou para me treinar com paus de borracha desde cedo."
"Pau-mordaça para treinar prostitutas e outras meninas. Minha mãe ou o cafetão me colocaram para dormir um pau-mordaça na boca, para eu me acostumar. Com uma chave pode virar um parafuso na raiz do pau, e assim ele se prolonga ainda por dois ou três centímetros fundo na garganta da garota."


Ela é uma jovem evangélica e uma prostituta dedicada, boa, submissa, obediente ao seu cafetão e aos seus clientes, sempre mansa e dócil e nunca preguiçosa.

Ela faz de tudo para satisfazer o seu cafetão e seus clientes, para fazer a eles felizes. Ela fala às colegas de Jesus e beija com paixão. Ela chupa nua, de joelhos, lambendo tudo, inclusive os bagos e o cu do cliente, deixa a ele enfiar fundo na garganta e engole. O dinheiro que o cafetão lhe deixa ela manda para ajudar aos seus pais e irmãos. Ela não desperdiça seu dinheiro com roupas caras. Sai pouco do prostíbulo, e lá dentro quase não precisa de roupa. Se ela tem tempo livre, lê livros, aprende inglês e toca violão, coisas que contribuem para ser uma prostituta ainda mais perfeita. Tudo isso, porque o amor é muito forte e vivo nela, e como evangélica ela obedece sempre aos seus superiores.
"Meus superiores são meu cafetão, os funcionários do prostibulo e temporariamente o cliente. Porque na hora, em que ele me aluga, meu cafetão me dá a ele, e por isso ele é nesse momento meu superior. Se ele me maltrata ou até tortura não reclamo mas oro a favor dele, porque os homens que maltratam meninas fazem isso, porque eles são cheios de raiva e aborrecimento, eles sofrem com isso. Oro também que tais homens venham para mim e não torturem as outras meninas que não tem o consolo do evangelho e sofrem por isso muito mais sob maltratos e humilhações."

Claro que ela chupa com toda a dedicação e submissão de uma verdadeira puta evangélica submissa, dócil e boa; com isso ela quer sempre também mostrar, como uma evangélica e boa. Mas também em outras habilidades ela é trabalhadora e sempre prestes de aprender mais. Seu maior prazer é se alguém a elogia e pergunta, por que ela é tão perfeita. Aí ela pode testemunhar e contar sobre a sua motivação e a ajuda espiritual, que recebe.
Seu cafetão conta, que ela não precisa de educação. No início ela recebeu surras como todas as novatas, mas depois pouco os responsáveis perceberam que ela é tão mansa que fica totalmente submissa mesmo sem castigos e ameaças. Por isso atualmente recebe somente uma surra de três em três mêses para ela nunca esquecer que ela é uma puta e quem é seu dono.
"O segredo é que a puta estenda a língua. Se não fazê-lo, a língua tranca a garganta e a menina se fere. Ela tem que estender bem a língua para abrir a garganta e receber o pau. Ela abre a garganta assim como em um bocejo. Assim o homem pode enfiar a vontade. Dói, mas não machuca."
"Alem de treinar a garganta é bom treinar a língua de uma menina. Na Tailândia as meninas chupam conchas usando a língua em vez dos dentes e aprendem descascar bananas só com a boca."
"Quando abro a boca e a garganta, abro quase automaticamente também as pernas, porque me sinto completamente puta e escrava do homem, que me possui neste momento, seja meu cafetão ou um outro superior, seja um dono temporário que pagou e recebeu os direitos de me usar de meu cafetão."
"Quando abro a boca e a garganta, abro quase automaticamente também as pernas, porque me sinto completamente puta e escrava do homem, que me possui neste momento, seja meu cafetão ou um outro superior, seja um dono temporário que pagou e recebeu os direitos de me usar de meu cafetão."
"Quando abro a boca, abro tb a mente. Quero ser nesse momento só puta. O cliente, que paga um preço para me ter por si, tem o direito de usar o meu corpo assim como ele quiser. Quero vê-lo feliz."
"Quando abro a boca, abro tb a mente. Quero ser nesse momento só puta. O cliente, que paga um preço para me ter por si, tem o direito de usar o meu corpo assim como ele quiser. Quero vê-lo feliz."

Se a menina abre bem a boca e estende a língua, a úvula se levanta o faringe se abre.
"Nessas fotos sou algemada, mas tb sem esse preventivo deixo o homem transar fundo na minha garganta. Acho, que cada prostituta deve obedecer à vontade do cliente. Quanto mais uma evangélica, que aprendeu ser obediente e submissa, ou uma tailandesa que aprendeu ser uma puta perfeita desde pequena. E eu sou as duas."
"Nessas fotos sou algemada, mas tb sem esse preventivo deixo o homem transar fundo na minha garganta. Acho, que cada prostituta deve obedecer à vontade do cliente. Quanto mais uma evangélica, que aprendeu ser obediente e submissa, ou uma tailandesa que aprendeu ser uma puta perfeita desde pequena. E eu sou as duas."
Simulação: Assim seria se a gente visse o pau na boca da puta. O pau desliza no céu da boca da garota, abre a úvula,
"Se o homem fica passivo, chupo com dedicação total e recibo-o bem fundo na minha garganta. Mas se ele pega minha cabeça e a empurra para frente para enfiar o pau à força me sinto ainda mais puta e escrava."
"Se o homem fica passivo, chupo com dedicação total e recibo-o bem fundo na minha garganta. Mas se ele pega minha cabeça e a empurra para frente para enfiar o pau à força me sinto ainda mais puta e escrava. Se ele ejacula totalmente dentro da minha garganta, dá"
"Acho que é fácil para uma meninas evangélica ser uma puta boa. É só obedecer sempre."
"Acho que é fácil para uma meninas evangélica ser uma puta boa. É só obedecer sempre."
"Uma boa prostituta deve ser grata, se o homem lhe enfia um dedo no cu. É um carinho do cliente para ela se sentir mais a sua puta."









Putas tão boas são uma bênção para a população e para o mundo inteiro.

Compare:

"Escravas gostosas e submissas são uma  bênção para a população e para o mundo inteiro." (George Washington)


Uma prostituta evangélica deve se submeter totalmente quando ela é alugada a um cliente




Puta evangélica, prostituta evangélica mostra sua submissão, dedicação e amor perfeita com os clientes e o cafetão

Uma puta ou prostituta evangélica boa é sempre submissa e obediente ao seu cafetão e aos seus clientes. Por isso ela trabalha com paixão e dedicação, trata todos com amor e é sempre mansa e dócil, mesmo se os outros a tratam mal. Quem fica por um tempo com uma rapariga dessa qualidade, sai renovado e feliz.









"Eu treinei desde cedo minha portinha secreta com uma garrafinha, depois com uma garrafa de vinho, para acostumar me e fazer os músculos fortes e flexíveis. Depilo sempre o cuzinho como a bucetinha, cuido dele com pomada e limpo a ele com água. Enfio o chuveirinho do chuveiro ( aquela mangueira pequena) e deixo a água morna entrar e limpo o cuzinho." 

Mesmo assim prefere colocar graxa ou um creme no cuzinho. Se o cliente insistir em enfiar seco, ela obedece, porque ela é uma evangélica boa e educada como menina asiática tradicional, obediente e submissa a homens, mas ela prefere ser mais escorregadia. Ela se sente muito puta escravizada, se o próprio cliente fomenta o creme em seu cuzinho jovem e pequeno, mas elástico.








Posted by Picasa

Puta evangélica asiática mostra sua qualidade, dedicação e submissaõ


Como há de ser uma garota de programa evangélica perfeita?

Isso é o resultado de várias enquetes do orkut e outros lugares, sobre como há de ser uma puta ou prostituta evangélica gostosa e perfeita.
Ela é bonita e cuida de seu corpo, 69%
ela é sempre bem limpinha e depiladinha 72 %
ela fala com voz doce e baixinho, 55%
ela é sempre alegre e sorridente 79%
se o homem conta, ela escuta com atenção 79%
se o homem exige, ela sabe falar sobre muitos temas com prudência 36%
ela é sempre mansa, dócil e submissa 89%
ela obedece em tudo aos desejos de seus clientes 76%
ela obedece em td ao seu cafetão, dono ou outro superior, 66%
ela não reclama se leva um surra merecida 55%
ela é evangélica, dedicada e trabalha com paixão 73%
ela faz oral de joelhos e nua 93%
ela engole tudo que se passa na boca dela 89%
ela abre bem as pernas 98%
se ela é chupada, abre a xaninha com as mãos 88%
ela oferece sempre tb o cuzinho 67%
ela lava e cuida de seu cuzinho para ser sempre disposta e gostosa 76%
ela não reclama se os clientes ou o cafetão maltratam a ela 72%
ela não desperdiça seu dinheiro, mas manda para a família ou economiza 98%
ela dá a parte devida ao cafetão 75%
se o cafetão exige uma parte maior, ela dá sem reclamar 55%
ela paga dizimas na igreja 94%
ela vai pra igreja, se o cafetão ou outros superiores permitem 96%
ela ora para os clientes, o cafetão e as colegas 75%
ela ajuda sempre às colegas 77%
ela ama seu cafetão ou outro superior 87%
se ela tiver filhos, ela ama-as e se sacrifica por eles 74%
ela trata clientes feios e velhos com o mesmo amor como os outros 63%
ela adora ser amarrada nua 58%
ela adora levar tapas no rosto quando chupar 78%
ela adora receber tapas na bunda nua 85%
ela adora levar tapas na xaninha nua 84%
de vez em quando ela pede para ser açoitada nua 39%
ela só sai da prostituição para casar e desde então vai servir somente ao esposo, a não ser q ele mesmo quer que ela continua fazer programa 68%
Como a prostituta evangélica Chosita salvou uma alma e uma menina menor
"Com 19 anos meu cafetão me levou para um prostíbulo fora da cidade. Falou que eu teria aprendido já muito e poderia trabalhar em uma casa de maior categoria. As meninas eram quase todas jovens pobres de outras regiões, e quando ouviram que sou evangélica muitas pediram para eu orar por elas e as suas famílias, e muitas se abriram comigo contando de suas ânsias e problemas. Teve moças rejeitadas da família, moças com filhos em outros estados, sem saber deles, moças com maridos presos e outros casos tristes. Com o tempo fizemos no domingo antes do começo do serviço uma devoção, cantamos e oramos e limos na Bíblia.
Chegou lá cada semana um homem rico, porém de cara fechada, evidentemente infeliz da vida. Depois de três semanas ele me alugou por uma hora. Ele era muito abusado, enfiou o dedo muito fundo no meu cuzinho, quando transar comigo e transou no oral com força por dentro da minha garganta. Senti que ele fez isso de propósito, para me humilhar e me fazer sofrer, mas eu não disse nada, assim como me ensinaram que seja o comportamento manso e submisso de uma evangélica no prostíbulo.


Um dia chegou uma menina nova, que teria 18 anos, mas ela mesma me confessou que tinha só 15 anos. A mãe dela a mandou se prostituir com 14 anos depois de descobrir que o padrasto transou com ela. Logo esse homem rico e sadista se interessou por ela e em lugar de mim judiou a menina novinha. Ela estava já abalada, porque foi abandonada pela própria mãe num puteiro e não teve fé nem religião para se consolar. Começou em falar que queria morrer.

Falei-lhe de Jesus, e que ele sofreu muito mais, recomendei esquecer a mãe infiel e confiar em Deus, que é fiel, nosso verdadeiro pai, e recomendei a agradecer a Deus porque temos uma casa, comida e um trabalho, beleza e outros dons e porque os homens gostam de nosso corpo, mas ela por fraqueza não queria ouvir nada disso.


Aí comecei a orar, para Deus mudar o coração dessa menina, e também o desse homem, porque vi como ela sofreu, emagrecendo e ficando abalada e deprimida. Porém nada aconteceu. Um dia ela falou que iria se matar, cortando as veias dos pulsos. Aí tomei uma decisão. Orei para Deus e falei: “Senhor, eu te agradeço porque sei que tu estás comigo e me confortas e fortaleces. Aguento esse trabalho difícil e responsável e muito mais com sua ajuda. Muda o coração desse homem. Se ele não desistir de torturar meninas, eu mesmo quero ser a vítima, porque eu aguento certamente melhor do que essa menina fraca e franzina.”

Aí aconteceu o milagre. Vesti meu menor fio dental , e justamente quando o homem chegou dois dias depois, esperando a sua vítima, eu tive uma pausa e entrei no corredor e encontrei a ele. Deixei cair a toalha, que trazia na mão, voltei e ao pegá-la de volta me curvei para baixo para ele ver minha bunda com o rego aberto e o cuzinho dividido pelo fio fino. Ele logo se excitou e falou: “Faz tempo que não te puni, cadelinha. Quem está educando essa bunda agora?”
Me virei e respondi: “Ninguém, senhor. Sou uma puta excelente e não precisa de castigos.”
Aí ele não gostou da resposta e falou: “Acha que é excelente mesmo? Quer que eu prove o contrário?”
Ele falou que mudou da ideia e quer ficar comigo. Ele não cansou em me mostrar que sou uma puta má, e me puniu sem dó. Eu porém agradeci a Deus, que ele me fez encontrar o homem no minuto certo no corredor para salvar a menina das atrocidades.
Não sabia, que ela, quando foi chamada e se preparou, orou também: “Deus, não sei se vc existe, mas se vc existe, tenha piedade de mim e manda uma anjo para me salvar.” Ela entendeu logo nesse dia, que eu fui o anjo. Ela foi muito feliz e agradeceu a Deus, mas não me contou nada, porque não sabia de minhas orações e imaginou que eu fosse de raiva, que o homem agora voltou a me torturar. Ó depois de algumas semanas ela falou com uma amiga, e ela lhe contou tudo. A menina me agradeceu muito, e falou, que orava todos os dias por mim e queria muito ler a Bíblia e ouvir mais de Jesus. Aí emprestei a minha Bíblia e estudamos e oramos muitas vezes juntos. Ela ainda tem muitas dúvidas e é fraca na fé, mas esperemos que um dia se salva inteiramente."

Um dia o homem levou Chosita e a torturou em sua casa de verão por um fim de semana. Embora que Chosita chorou e gemeu, ele sentiu que não conseguiu quebrar e desanimar a menina, que possuía uma serenidade e firmeza inalcançável com os meios da tortura. Ele já tinha reparado nisso por muito tempo e não aguentou mais e perguntou. Aí Chosita contou, que é evangélica, e que ela mesma pediu a Deus para o homem torturar a ela em lugar da jovenzita. O homem perguntou: “E eu, o que é meu papel nessa história? Sou o diabo, né?”
Chosita hesitou um pouco, mas então olhou para o homem e confessou: “Não, vc não é o diabo, vc é só uma ferramenta, que o diabo usa, para tentar a nós meninas e outras pessoas.”
Ai ou homem amarrou Chosita com as pernas abertas e fustigou a sua bucetinha sem dó, mas depois de poucos minutos parou. “Puta, não estou gostando mais. Vc destruiu a minha paixão, meu prazer.”
Aí ela respondeu: “E só meu dever de uma prostituta humilde de dar-lhe prazer. Mas esse prazer demora só por umas horas ou dias. Mas se o senhor quiser, posso lhe dar uma alegria duradoura.”
De repente o homem soltou a menina açoitada cruelmente até o sangue, fez a sentar na mesa, deu bebida e biscoitos e exortou a Chosita para explicar essa alegria duradoura. Ai ela falou de Jesus, e o homem começou a chorar.
Depois ele contou da vida dele, como ele achou uma jovem em uma favela, levou-a em casa, investiu dinheiro nela e quis casar com ela, mas de repente a ingrata o deixou. Agora não confiava mais em mulheres, e para sufocar o ódio castiga putas. Chosita explicou para ele, que a jovem favelada nunca o amou de verdade e só foi atraída pelo dinheiro, e que ele deveria procurar em primeiro lugar a Deus, e pedir a Deus uma mulher boa, bonita e submissa voluntariamente a ele.

Assim o homem se converteu, e já que ele queria fazer uma coisa boa, Chosita recomendou a ele buscar uma igreja na região mais pobre da cidade e ajudar lá com a riqueza dele. Não demorou quatro meses, e ele casou lá em uma grande festa para toda a favela com uma evangélica belíssima, submissa e boa de 16 anos, que conhecia além de várias outras pretendentes nessa congregação. Três anos depois ela deu à luz um filho lindo, e além disso eles adotaram duas meninas bem pretinhas e bonitinhas da favela e contrataram mais duas jovens negras, bonitas e pobres como empregadas para ajudar em casa. Assim eles vivem muito felizes.













Posted by Picasa